Zenilda Ribeiro
Escrever é um ato libertador e uma forma de me reinventar.
Textos
Prece poética

Que a poesia do amanhecer
Penetre todo o teu ser
Convidando-te a ser
Sempre um novo ser.

Que a poesia do novo dia
Que como sol nos alumia
Recarregando as baterias
Nos alivie da vida as agonias.

Que poesia que em ti habita
Vinda da Fonte que te capacita
Em meio aos reveses não permita
Que desanimes ou desista.

Que a poesia que é a vida
Seja por nós sempre acolhida
Por mim e por ti seja bem vivida
E não passe despercebida.

Que sejamos poesia
Nos olhares e nos sorrisos
Nos silêncios e nos sons
Nas presenças e nas ausências.
Zenilda Ribeiro
Enviado por Zenilda Ribeiro em 18/11/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras