Zenilda Ribeiro
Escrever é um ato libertador e uma forma de me reinventar.
Textos
Invenção poética

Os olhos captam
O coração enxerga
A mente reflete
Devolve ao coração
Que novamente
Aciona a mente
Que recorre às mãos
Que vai catando
Entre tantas palavras
Aquelas com as quais
Vai pintando a tela
Esboçando uma história
Um poema
Uma música
Uma obra de arte
Da arte de escrever
Da arte de ser
Inventor de gentes
Inventor de sonhos
Inventor de amores
Inventor de vidas
(Queria mesmo
Era inventar outro 2020
Sem Covid
Só com vida
Muita vida
Nesse restinho de tempo
Será que ainda dá?)
Zenilda Ribeiro
Enviado por Zenilda Ribeiro em 18/12/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras