Zenilda Ribeiro
Escrever é um ato libertador e uma forma de me reinventar.
Textos
Poema voador

Escrevi um poema
Soprei-o ao vento
E ordenei-lhe:
Voa, filho meu,
voa ao mundo inteiro
Penetra no mundo interior
De cada coração que acordou
No mundo carente de amor
No mundo carente de calor
E leva luz
Leva abraços
Leva beijos de amor
E de amizade
Leva sorrisos felizes
Leva olhares empáticos
Leva minha solidariedade
Aos que estão de coração partido
Sejas tu, poema
Como um abraço
Que cura e humaniza.
O poema voou primeiro
Pra dentro de mim
Me fez um afago
Iluminou meus recônditos
Depois bateu asas
Até a sua casa
Abra a porta
A este poema voador!
Zenilda Ribeiro
Enviado por Zenilda Ribeiro em 25/01/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras