Zenilda Ribeiro
Escrever é um ato libertador e uma forma de me reinventar.
Textos
Mais uma página

Mais uma página
Mais um poema
Em cada página
Fui nascendo
Morrendo
Renascendo
Aprendendo
Desaprendendo
E já são 47
De 74 pra cá
Pintadas,
Rascunhadas,
Desenhadas,
Celebradas.
Paginas vibrantes
Paginas cinzas
Páginas de calmaria
Outras de nostalgia
Páginas de introspecção
Páginas de diversão
Todas sendo escritas
Sob a orientação
Daquele em mim soprou
A energia vital
A poesia da vida
O verdadeiro dono
da caneta com a qual escrevo.
Que recarrega a tinta
Quando começa a falhar
Que me sugere os temas
Sobre os quais me debruçar
E assim sigo construindo
Este livro que é a vida
E a Ele hoje agradeço
Pelo milagre de aqui estar
E mais uma página
Poder iniciar.
Zenilda Ribeiro
Enviado por Zenilda Ribeiro em 03/02/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras