Zenilda Ribeiro
Escrever é um ato libertador e uma forma de me reinventar.
Textos
Ele dormia

Soprava o vento
O mar se agitava
O barco balançava
E Ele dormia
Por que seria?!
Sem calmaria
Na agitação
Ele dormia
Contradição?
Talvez não.
É que viver
Exige atitudes
À revelia
Pra não sucumbir
Aguardar o momento
Superar o tormento
Sem afobamentos
Com a autoridade
De quem sabe onde está
E aonde quer chegar
Apesar das ondas revoltas
Sem revoltas
Nas idas e voltas
Seguir a viagem
Contornando as ondas.
Zenilda Ribeiro
Enviado por Zenilda Ribeiro em 29/06/2021
Alterado em 29/06/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras